Cirugias Realizadas
Conheça a Clínica
Doenças
Dúvida Freqüentes
Endoscopia
Fale com o Médico
   
   
 


Doença diverticular | Gastrite | Duodenite | Duodenite
Úlcera duodenal | Varizes de esôfago | Colelitíase
Hemorragia digestiva alta e baixa | Diverticulite aguda
Doença de Crohn | Retocolite ulcerativa idiopática

Doença diverticular


 

Divertículo é uma cavidade em forma de dedo ou bolsa que se forma na parede dum órgão oco. Os divertículos podem existir no cólon, no esófago, no duodeno e, mais raramente, no intestino delgado e no estômago.

Cerca de 50% da população europeia com mais de 50 anos tem divertículos do cólon. É um situação que geralmente não dá origem a sintomas e por isso se prefere a denominação diverticulose em vez de doença diverticular para retirar a esta entidade a noção de doença.

Porque aparecem os divertículos ?:

A razão porque são frequentes os divertículos do cólon, sobretudo na região sigmóide do cólon, depois dos 50 anos de idade, nas pessoas dos países industrializados, não está esclarecida mas, tem-se atribuído o aparecimento dos divertículos aos hábitos alimentares onde a fibra é escassa. Os alimentos mais refinados, sem verduras, sem farelo, que as populações dos países ricos foram introduzindo nos seus hábitos alimentares são muito provavelmente a causa principal do aparecimento dos divertículos. Na Ásia e na África, onde a população faz uma alimentação rica em fibra os divertículos são raros. Pensa-se que o aumento de pressão no cólon, necessária para fazer a propulsão de um volume de fezes, mais pequeno, leva à formação dos divertículos.

Quais os sintomas da diverticulose?:

Muitas vezes é assintomática ou então é acompanhada de prisão de ventre e dor abdominal. Os divertículos são uma possível causa de perda de sangue. Se os divertículos se inflamam dão origem a uma diverticulite causam além de dor intensa e diarreia, perda de sangue pelo ânus e febre. A perfuração dum divertículo com formação dum abcesso ou originando uma peritonite, são complicações, pouco frequentes, mas possíveis da doença diverticular. A obstrução do intestino como consequência duma doença diverticular é uma complicação rara mas possível.

Como se diagnostica?:

O Clister opaco foi durante décadas o meio de diagnóstico da diverticulose e ainda hoje se utiliza mas, a pouco e pouco vai sendo substituído pelos exames endoscópicos: fibrossigmoidoscopia e colonoscopia. A tomografia axial computorizada - TAC - pode ser útil no estudo das complicações da doença diverticular.

Tratamento:

Se não houver sintomas o médico limita-se a recomendar uma dieta rica em fibra e sossega o doente sobre a benignidade da situação. As complicações não são frequentes e o prognóstico é bom. Se há obstipação e dor além da dieta rica em fibra o médico recomenda um laxantes de volume.
Nas crises de diverticulite o médico receita antibióticos.
A cirurgia de urgência é necessária nos casos de perfuração ou hemorragia grave. Se repetidas crise de diverticulite causarem uma obstrução do intestino pode haver necessidade de o cirurgião fazer uma colectomia para retirar a zona obstruída.

.

 
   

s
© Copyright 2006 - Todos os direitos reservados a www.igcfoz.com.br